fundo parallax

Zé Rangel – A alma de um poeta

Lauren – Momentos de Luz
15 de dezembro de 2017
Onde fazer o ensaio?
3 de janeiro de 2018

Zé Rangel – A alma de um poeta

Uma experiência cheia de memórias, sentimentos, espontaneidade. A busca em se ver de outra forma que trouxe muita surpresa, trouxe a liberação de um lado que estava adormecido, a alma de um poeta.

“E foi assim,
Levado pelas mãos de um anjo de longos cabelos negros e voz fugidia,
Que fui parar na casa da minha meninice.
Uma casa cercada de espinhos floridos,
Janelas e portas abertas,
Assoalhos flácidos,
Silêncios profundos.
Com delicadeza, o anjo afastou os espinhos e preservou as flores.
Entramos na casa, onde tudo era uma dança entre luz e sombra.
Com uma lente precisa, o anjo procurou o melhor ângulo.
E quando eu menos esperava, mergulhou em minha alma.
Nadou na vastidão das minhas recordações,
Retirou máscaras, abriu canais, despertou vozes.
Fale de você, o anjo dizia.
E quanto mais eu falava, mais me revelava, e quanto mais exposto e vulnerável, mais iluminava.
E finalmente, quando tudo virou luz, o anjo disparou,
Um click certeiro que guardou na eternidade o olhar do divino que em todos nós habita.”
.

Retratoterapia – Cunha – SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *